Sem Emenda

Contacto

sexta-feira, outubro 29, 2004

Words, words…

Adenda: O meu amigo Bruno, obviamente empolgado com o desenrolar do enredo, expeliu o primeiro palavrão do romance: «merda». Ao contrário do que os leitores mais impressionáveis possam pensar, não farei censura a este tipo de linguagem.
Não esquecer que estamos num romance de literatura light, onde os palavrões se transformam em palavrinhas.